Central de Atendimento: 11 2976-1282 | 11 3804-5194 | Blog Especial Chocolates

Marca Própria Evolução do Negócio

Marca Própria Evolução do Negócio

Marca Própria Evolução do Negócio

Marca Própria Evolução do Negócio

A Doce Pecado Chocolates, desde 1991, desenvolve produtos para distribuidores, em todo o país.

No início, basicamente, desenvolvíamos itens demandados pelo varejista em função de procura do produto em seu PDV. Assim, se o cliente procurava por Pão de Mel, ele nos encomendava Pão de Mel e embalávamos com sua marca. Com o tempo e a expansão da linha de produtos denominados Marca Própria, assim como a sofisticação de análises que nos permitem saber, hoje, o que acontece nos 10” (dez segundos) em que o consumidor decide ou não colocar um item no seu carrinho de compras, a demanda também mudou.

Os consumidores estão se colocando em primeiro lugar enquanto procuram maneiras de simplificar as suas vidas.” A frase, de Gina Westbrook, diretora de pesquisa e tendências de consumo da Euromonitor International, resume o relatório “10 Principais Tendências Globais de Consumo” – Conveniência e controle pessoal são os pontos principais que conectam essas tendências, e que vão impactar o comportamento, valores e hábitos de consumo, dando pistas sobre como o varejo pode criar cada vez mais experiências para atrair esse consumidor. Pensando ainda, sobre o quê a pandemia Covid, impôs a este consumidor e como ele passou dos 10” da gondola para os 2,5’ (dois minutos e meio) para a tela do computador comparando preços, qualidades, rótulos, conveniência – então temos uma revolução completa para atender.

MAIS QUE HUMANO – A inteligência artificial está se tornando popular. Os consumidores estão adotando a IA por conveniência e as empresas estão integrando essa tecnologia para automatizar operações e fornecer soluções personalizadas. O Hábito de consumo personalizado acaba por se estender ao varejo presencial em que o cliente quer encontrar itens “feitos para ele”

CONQUISTE-ME RÁPIDO – Com a grande quantidade de informação prontamente disponível, prender a atenção do consumidor requer um conteúdo conciso, relevante e multissensorial que pode ser processado em um instante.

MOBILIDADE SEM LIMITES – Consumidores querem opções de transporte modulares e personalizadas que levam em consideração questões como tempo, custo, clima e ocasião para uma jornada sem atritos. Este ponto chama a atenção não só para as modalidades de transporte pessoal / individual, como também para os serviços de entrega domiciliar de itens adquiridos em lojas físicas ou virtuais. Colocar qualquer tipo de barreira nas “entregas” faz com que vá buscar outras alternativas.

INCLUSÃO PARA TODOS – Autenticidade e inclusão estão em evidência. As marcas estão reformulando os seus produtos e serviços para que sejam acessíveis a todos. A diversidade se tornará uma medida de relevância das marcas. Na produção de alimentos a indicação saudável passa a ter destaque. O desenvolvimento de produtos saudáveis, sustentáveis, com a chancela “orgânico” atendendo restrições alimentares específicas e bem definidas – são o ponto alto.

CUIDANDO DE MIM MESMO – O bem-estar mental está à frente das preocupações dos consumidores e vai reformular o futuro da socialização. Existe uma demanda crescente por produtos com ingredientes ativos e atributos funcionais posicionados para atender estados de necessidade específicos. Os chocolates, por exemplo, e seus atributos quanto a melhoria do bem estar geral, ativando a alegria, melhoria quanto a desempenho cognitivo, são os preferidos.

CASAS MULTIFUNCIONAIS – A capacidade de fazer tudo – trabalhar em home-office, comprar, se exercitar e outras atividades – nos lares está mudando os hábitos dos consumidores, que passam a buscar consumo em domicílio.

PERSONALIZAÇÃO PRIVADA – Consumidores querem experiências customizadas e estão atentos com seus dados captados e compartilhados. Eles passarão a optar por não estar em experiências fabricadas digitalmente que não agregam valor.

ORGULHOSAMENTE LOCAL, GANHANDO O MUNDO – Consumidores estão retornando às suas origens. Marcas de nicho começam as suas jornadas globais reforçando as credenciais locais. As multinacionais estão se tornando mais sofisticadas ao adequar os seus produtos às culturas locais.

REVOLUCIONÁRIOS DA REUTILIZAÇÃO – Consumidores éticos buscam alternativas para produtos de uso único para diminuir o risco ambiental e o desperdício. Novos modelos de negócios circulares visam oferecer mais com menos através do compartilhamento, reutilização, reabastecimento e aluguel.

QUEREMOS AR PURO POR TODA A PARTE – O impacto da poluição do ar na saúde é ativismo climático em ascendência. Os negócios são pressionados a trazer soluções que poupem o meio-ambiente e as pessoas dos efeitos da baixa qualidade do ar. O futuro aponta para cidades mais limpas e mais sustentáveis.

docepecado

0 Comentários

Escreva sua experiência...